quinta-feira, 31 de maio de 2012

terça-feira, 29 de maio de 2012

Mariana nasceu

No dia 24 de maio de 2012 às 08:06 nossa pequena nasceu, no Hospital e Maternidade Santa Joana. Nasceu de parto cesária, pesando 2950 kg 46 cm. 
Não tenho nem palavras para dizer o quanto foi emocionante, e o quanto está sendo maravilhoso ter nossa família completa.
No dia do parto eu estava super tranquila e preparada, minha família acompanhou o nascimento por uma janela e foi muito emocionante.
Quando eu ouvi o choro da Mariana me senti realizada. Mais ainda emocionada pela janelinha eu pude ver que o Rodrigo estava lá acompanhando tudo também e quando ele me viu passou a me mandar beijos e tchaus, eu não aguentei... 
No Hospital e Maternidade Santa Joana tem um espaço família bem legal, o clima e o aconchego de lá é maravilhoso. Quando tive o Rodrigo ainda não tinha a janelinha, mas agora tem. Essa janelinha é aberta no momento em que o bebê nasce e toda a família ali presente acompanha o que está acontecendo, foi muito legal, muito emocionante mesmo.
 Agradeço ao Hospital e Maternidade Santa Joana por esse espaço maravilhoso.
Tivemos alta no dia 27 de maio e desde então estamos em casa, tudo novo agora, Rodrigo com ciumes, inserindo a Mariana na rotina da casa, tudo ainda bem lento mas já acontecendo.
Nasceu mais uma mãe dentro de mim, rsrs.



segunda-feira, 21 de maio de 2012

Está chegando a hora...

Está chegando a hora todas as malas estão prontas...Amanhã completo 39 semanas, a Mariana ainda mexe bastante e a barriga já está mais baixa, hoje tentei cruzar as pernas (rs) e não consegui. Acho que já estou andando como um patinho, para falar a verdade isso eu acho que já faz tem (rs) de longe é possível ver uma grávida andando. A minha bexiga está uma loucura, enche rápido e logo tenho que ir ao banheiro. É difícil sair de casa desse jeito. Ainda no sábado fomos comprar roupas para o Rodrigo e em uma churrascaria (rs) imaginem uma grávida de 38 semanas na churrascaria, é claro que não consegui comer muita coisa. Mas foi bom... Depois fomos buscar minha mãe na casa da minha avó. Sei que saí de casa por volta das 11:00 e voltamos já quase 22:00.
Minha mãe já está aqui dando uma força, cuidando da casa e do Rodrigo. Por falar em Rodrigo esse danado está bem apegado a minha mãe. Também essas avós vou te falar (rs) fazem tudo pelos netos. Ontem fomos a feira e ela quase comprou todos os brinquedinhos para ele.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Esses nove meses...

Os nove meses demora a passar, mas estar nele e nada da Mariana nascer parece que demora mais ainda. (rs)
A expectativa é grande, a família ligando quase todos os dias para saber como andam as coisas. Com 38 semanas completas e a Mariana está aqui na barriga tranquila.
Quando estamos no primeiro filho acho que esse tempo é mais longo ainda... Agora como no meu caso que tenho o Rodrigo que ainda é totalmente dependente de mim o dia passa rápido, porque é fralda, mamadeira, suco, comida, lanches e mais casa, o dia acaba rapidinho. Mesmo assim, não vejo a hora de conhecer minha filhota, saber como ela é, a quem vai puxar, ouvir o seu choro... 
O Rodrigo cada dia mais esperto, o desenvolvimento depois dos 2 anos é muito rápido, ele aprende as coisas muito rápido e sem contar a memoria boa, não esquece das coisas de jeito nenhum. 
Ainda fala poucas coisas, mas consegue se comunicar do jeito dele. Dizem que alguns meninos demoram mesmo para falar, já as meninas... No geral as mulheres falam mais mesmo... (rs)


terça-feira, 15 de maio de 2012

Meninos X Meninas

Quando estava grávida do Rodrigo o USG morfológico (+ ou - 16 semanas de gestação) indicou que ele era uma menina em 89%, acho que como toda mãe de primeira viagem fiquei super feliz é claro, mas logo comecei a comprar as roupinhas, lilas, rosa e algumas coisas do enxoval. Sendo que minha intuição como mãe sempre foi que era um menino, mas como ir contra a medicina e seus avanços, não é mesmo? O meu desejo sempre foi ser mãe primeiro de um menininho, não por nada, mas por desejo mesmo. 
Então vejam o nome do Rodrigo seria Rafaela (rs), aí já com quase 23 semanas de gestação, exatamente no dia 23 de dezembro de 2009, a surpresa... Um menino, sem sombra de duvidas. Próximo do Natal a família já havia comprado várias coisas de meninas e tiveram que trocar (rs). Minha intuição estava certa. Dessa vez antes de saber que estava grávida o nome Mariana não saia da minha cabeça e confesso que não conheço nenhuma, então logo a surpresa, os enjoos e o teste positivo. Então logo sabia que era uma menina, mesmo assim, queria a opinião médica e de exames. Só que dessa vez não acreditamos no USG morfológico e esperamos a confirmação com 23 semanas, que também foi próximo ao Natal. Mais uma vez eu estava certa, confirmado menina e não podia ter escolhido outro nome a não ser Mariana.
Me assusta um pouco ser mãe de menina, porque não sou uma mulher do tipo que gosto de sapatos, bolsas, maquiagem e ou brincos e acessórios, ou seja, não sou vaidosa. Não logo para roupas da moda e ou qualquer outra coisa. Uso roupas simples e confortável, coisas que me sinto bem do meu jeito. Será que saberei passar alguma coisa para minha filha? 
Ter um menino é simples, uma bermudinha e uma camiseta já o deixam bem, mas menina não, tem lacinho e diversos sapatos. Será um desafio.
Trocar fralda de menino é diferente de menina, ensinar a ir no banheiro, são coisas diferentes. A casa vai passar a ter carrinhos e bonecas (rs) mais bagunça na sala (rs).
Sem contar a personalidade de cada um. Vamos ver como será... Desafios mais desafios.
Hoje estamos completando 38 semanas de gestação e estamos doidos para ver a carinha da Mariana, ontem realizei o cardiotoco e está tudo bem com ela, ainda sem atividade uterina. A Mariana está tranquila na barriga rsrsrs diferente do que foi o Rodrigo.


sábado, 12 de maio de 2012

Fraldas e mais fraldas

Fraldas e mais fraldas, o Rodrigo ainda usa fralda, imaginem a loucura que vai ser o meu dia a dia, nossa quantas fraldas será que irei trocar por dia? (rs) Acho que o marido terá que trabalhar em 2 turnos (rs).
Quando estava grávida do Rodrigo eu estava terminando o curso superior na Unifai e o pessoal realizou um chá fraldas que foi maravilhoso. Ganhamos muitas fraldas de todos os tamanhos e marcas. Acho que fomos comprar fraldas depois de 6 meses, imaginem a economia. Turma A de Adm do Unifai do ano de 2005 - 2009. Obrigada!!! Ah também estou com saudades... Eita tempo bom!!!
Logo estarei postando sobre marcas e modelos de fraldas que conheço.


quinta-feira, 10 de maio de 2012

Amamentar um ato de Amor

Oferecer ao bebê o leite materno é a melhor coisa do mundo, por vários motivos que a OMS está cansada de publicar e orientar as mães. Eu consegui amamentar o Rodrigo exclusivamente com o leite materno até o 6 mês e depois mesmo com os complementos de sopinhas e frutas eu mantive o leite materno até 1 ano. Pretendo seguir isso com a Mariana.
Mas tenho que dizer que já nos primeiros dias que estava amamentado o Rodrigo, o bico do seio já tinha rachado e estava muito dolorido, machucado. São coisas que ninguém te conta e sim você vai saber na pratica, pelo menos a maioria das mães que conversei tiveram algum problema com o inicio da amamentação, mas o que vale é a persistência sempre, acreditar que realmente não existe melhor alimento para seu filho. Por isso é preciso continuar amamentando sempre, mesmo com dor ou com qualquer problema, uma hora o seu corpo vai saber exatamente o quanto produzir de leite e tudo fica equilibrado e como dizem os bicos ficaram calejados (rs). Eu digo que o leite é produzido pelo coração como forma de Amor, então temos que estar com o coração bem para isso acontecer.
Outra coisa que ninguém tinha me contado é que os bebê não nascem sabendo mamar, é claro que eles aprendem muito rápido, mas tem a pega e a posição e muita coisa envolvida, mas no final tudo dá certo.
Falando de amamentar, devo dizer que também não é muito fácil sair com bebês e amamentar na rua, é bem complicado, o melhor seria a mulher que está amamentado sair com uma camisa de botão  como as famosas camisolas que levamos para a maternidade, mas imagina que nem sempre a camisa combina com o nosso look. 
Então lembrei que uma colega que mora fora do Brasil tinha uma capa para amamentar e esses dias falando com ela eu perguntei o nome e onde ela tinha comprado, lá eles chamam de Nursing Cover e aqui nas grandes lojas de bebês eu não achei para comprar, achei só algumas vendedoras no mercado livre. Uma maneira mais elegante para amamentar seu filho fora de casa. Ae vale a dica, quem quiser dar de presente, eu ainda não comprei a minha, (rs).

http://bustherb.info/itzy-ritzy-nursing-cover-hollywood-blue.php

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Consulta pré natal

Hoje fomos para uma das últimas consultas pré natal, o Rodrigo super agitado, criança não tem muita paciência para esse tipo de programa (rs). 
A Mariana está com aproximadamente 2.600 kg e está tudo bem com ela e comigo. Agora é só esperar ela dar o sinal.
A família inteira na expectativa, hoje todos sabiam da consulta e ficaram ligando para saber. 
Como escrevi em um post passado o Rodrigo nasceu de exatamente 37 semanas, vamos ver com quantas semanas a Mariana vai resolver nascer.
Toda mamãe sabe que quando chega nesse tempo de gravidez a vontade de ver o seu bebê nos braços é enorme,  conhecer o seu rostinho, saber a cor do cabelinho (se tiver), ouvir o seu choro. Aí aí a expectativa é grande.
Próxima consulta será na terça dia 15 de maio, vamos realizar o exame cardiotocografia anteparto, ele serve para verificar o bem estar do bebê e monitora a frequência cardíaca do bebê por uns 20 minutos.




terça-feira, 8 de maio de 2012

Antes de Ser Mãe...

Quando surgiu o desejo de Ser Mãe não tinha ideia do quanto a minha vida mudaria. Acho que para nós mulheres a vida muda 100%. O corpo se transforma, o instinto materno surge. A verdade é que  você só vai saber mesmo quando nasce o bebê, você imagina, vê algumas amigas passar por umas coisas e outras, ouve as outras pessoas dizer, mas não está nem perto do que realmente é a vida de uma Mãe. É claro que não é só alegrias, tem muito sacrifício, mas no final vale a pena, principalmente quando seu filho te chama de Mãe o dia todo (rs) e te faz aquele carinho gostoso.
Muitas coisas eu fazia antes de Ser Mãe, como por exemplo, dormia a noite toda, tomava banho tranquila, comia quando sentia fome (e comida quente), saia sem ter horário para voltar, carregava apenas uma bolsa pequena. Minha mãe era só mãe e minha sogra era só sogra (rs) agora ambas são avós (rs) isso muda muito na nossa vida. 
Uma coisa é sua vida, outra coisa é você ter seu filho no ventre por 9 meses e pode ter certeza a vida é outra quando eles nascem. 
Nos primeiros meses de vida do Rodrigo quando eu aparecia lá no consultório da minha G.O com cara de louca eu dizia pra ela que não tinha a menor ideia do que seria a minha vida, mesmo ter planejado tudo, ela deu risada. Por sorte ela é mãe de 2 filhos e pode então entender bem o que eu estava sentindo.
Agora como será ser mãe de 2 bebês? 
Com tantas duvidas no final dessa gravidez até parece que engravidei sem querer, mas não,  muito pelo contrário desejamos muito a Mariana (assim como o Rodrigo) e com pouca diferença de idade, pensando que vamos curtir os dois juntos frequentar os mesmo lugares da mesma faixa etária.



"Pra você guardei o Amor"

Quando ouvi a musica do Nando Reis (Pra você guardei o Amor) logo pensei no meu filho, acho que ela diz bem o que sinto por ele, postei essa musica no dia do seu aniversário no facebook para expressar o que sinto e por isso vou colocar aqui também. 
Obs: Também já tenho uma musica especial para a Mariana que também é do Nando Reis, mas só vou postar quando ela nascer. Será que alguém adivinha qual é a musica? (rs)


Pra Você Guardei O Amor
Nando Reis

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vendo os meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que o arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O cordão umbilical será cortado

Estou preocupada com os dias em que vou ficar no hospital, desde que o Rodrigo nasceu parei de trabalhar para me dedicar a ele, posso contar nos dedos as vezes em que ele ficou com alguém da família sem minha presença e ainda por poucas horas, nunca dormimos longe um do outro. A cama dele ainda esta em nosso quarto. Será um desafio para nós dois. Fico pensando em muitas coisas em como ele vai reagir e o que ele vai pensar dessa separação de 3 dias, e depois ainda terá que dividir a mãe e o pai com um outro bebe. 
Ele também está ficando mal acostumado com a presença do pai todos os dias aqui em casa. O pai está em casa quase 1 mês porque quebrou um  osso da mão e foi afastado do trabalho. Todos os dias ele acorda e toma mamadeira deitado no sofá com o pai. No dia 16 de maio o pai volta a trabalhar então será mais uma mudança em poucas semanas. 
A Mariana está bem na barriga, está esticando pra lá e pra cá. As malas estão prontas e agora é só esperar. 
Passei o dia todo esperando a entrega do berço e nada, amanhã terei que ligar na loja e ver o que aconteceu, já estou preocupada, porque ainda temos que agendar a montagem.

sábado, 5 de maio de 2012

Quase 37 semanas de gestação, medo, duvida e mais...

Essa semana completo 37 semanas de gestação e é claro que passa muitas coisas na cabeça. Pensava em estar preparada para o desafio, mas como escrevi no post passado tudo está sendo diferente então não posso achar que estou preparada, aí que MEDO!!! 
Será que serei uma boa mãe para meus dois filhos? Será que saberei dividir o tempo com cada um? E respeitar suas individualidades? Como vai ser a vida com dois bebês? 
O Rodrigo tem 2 anos e posso dizer que é um menino de poucas palavras (rs) ele ainda fala pouca coisa e não sei o que passa na cabeça dele quanto a irmã que vai chegar, estamos sempre falando para ele sobre a Mariana e é claro que ele já percebeu que o quartinho dele já tem coisas a mais. Mesmo assim ele não mostra preocupação, mas estou preocupada quando a Mariana estiver então presente na casa, o que será que vai acontecer? 
No momento só perguntas, duvidas e medos na cabeça. Tanto que as idéias estão bagunçadas e não estou conseguindo expor totalmente o que estou sentindo. Bem!!! Agora é ter paciência e esperar, mesmo assim o mais importante é encarar o desafio e isso é o que vou fazer, afinal sou Mãe.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Cada gravidez é única.

Antes de engravidar da Mariana, achava que realmente esta preparada para esse desafio, mas para minha surpresa tudo está sendo muito diferente desde as primeiras semanas de gestação.
Sintomas, mudanças no corpo, desejos, humor duvidas e medos.
Quando estava grávida do Rodrigo passei mais tempo no pronto atendimento do Hospital e Maternidade Santa Joana que nas consultas pré natal, sentia muita cólica e dores na barriga, contrações precoce, o menino realmente estava querendo nascer, nasceu com 37 semanas isso porque precisei tomar um medicamento para segurar até as 37 semanas. Minha pressão era muita baixa a ponto de desmaiar em metro e apagar no farol da Av. Tiradentes, alguns enjoos no primeiro trimestre e muita azia no final. Engordei 13 kg.
Agora com a Mariana tudo está sendo muito diferente no primeiro trimestre achava que iria morrer, de tanto vomitar, qualquer cheiro de qualquer coisa era  motivo. Para trocar as fraldas do Rodrigo era obrigada a cobrir o nariz e mesmo assim era loucura. Nem agua parava no estomago, o cheiro da minha comida era o fim. (o problema é que moramos longe de parentes e precisei encarar tudo sozinha sem ajuda). Sentia o cheiro de todas as vizinhas do bairro cozinhando.
Só conseguia comer fast food e emagreci uns 3 kg. Mesmo passando mal vomitando mais de 5 vezes por dia eu só ligava para a minha GO e seguia suas orientações, não fui uma única vez ao pronto atendimento. Passando o primeiro trimestre, foi uma maravilha, nem parecia que estar grávida e agora no último trimestre poucas contrações de treinamento, um pouco de azia, estou conseguindo dormir até que bem e sinto que a acomodação dela é melhor que a do Rodrigo. O formato da barriga está totalmente diferente. Só nas últimas semanas sentindo dores na lombar, mas acho que é por causa do peso e também porque estou sempre com o Rodrigo no colo, ainda mais com o pai em casa com o dedo quebrado e gesso na mão e eu ainda sendo a motorista da família.
Mesmo assim acho que dessa vez vou passar das 37 semanas.
Ah!! Até a última consulta que foi dia 26 de abril eu só tinha engordado 7 kg.

Apresentação

Olá, sou mãe, esposa e mulher não necessáriamente nessa ordem, mas sou isso tudo e um pouco mais, como todas as outras mães que realmente amam seus filhos e são capazes de fazer tudo por eles.
Hoje sou mãe de um menino chamado Rodrigo de 2 anos e 15 dias e estou com 36 semanas de gestação e é uma menina que será chamada de Mariana.
A necessidade de escrever sobre essa incrível experiência surgiu desde quando o Rodrigo nasceu, mas o dia a dia nos compromete tanto que foi passando...
Agora que a Mariana vai nascer espero compartilhar aqui com outras mães, pais e amigas (os), o que é ser mãe de duas crianças.
Quero compartilhar também a experiência com produtos e acessórios para bebês e crianças, porque esse mercado é muito grande cheio de opções e nem sempre temos acesso a tudo.